^

Sarampo



O sarampo não tem cura, e a melhor maneira de combatê-lo é por meio da vacinação



O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade da doença, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.


O Ministério da Saúde disponibiliza gratuitamente as vacinas tríplice viral(sarampo, rubéola e caxumba) e a tetra viral(sarampo, rubéola, caxumba e varicela). Elas são parte do Calendário Nacional de Vacinação e estão disponíveis durante todo o ano nos postos de saúde do país.


Prevenção do sarampo

A vacinação contra o sarampo é a única maneira de prevenir a doença. Neste ano, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomelite e o Sarampo será realizada entre 6 a 31 de agosto, sendo o dia 18 de agosto o dia de mobilização nacional - o "Dia D". Nesta campanha as crianças devem ser levadas aos serviços de saúde mesmo que tenham sido vacinadas anteriormente.


Esquema vacinal

-Crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade:

uma dose aos 12 meses(tríplice viral) e outra aos 15 meses de idade(tetra viral)

-Crianças de 5 anos a 9 anos de idade que perderam a oportunidade de serem vacinadas anteriormente:

duas doses de vacina tríplice

-Adolescentes e adultos até 49 anos:

Pessoas de 10 a 29 anos - duas doses das vacinas tríplice

Pessoas de 30 a 49 anos - uma dose de vacina tríplice viral

Quem comprovar a vacinação contra o sarampo conforme preconizado para sua faixa etária, não precisa receber a vacina novamente



Tratamento do sarampo

Não existe tratamento específico para o sarampo. É recomendável a administração da vitamina A em crianças acometidas pela doença, a fim de reduzir a ocorrência de casos graves e fatais. O tratamento profilático com antibiótico é contraindicado.

Sintomas do sarampo

Principais sinais:

-Febre alta,acima de 38,5ºC;

-Dor de cabeça

-Manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo

-Tosse

-Coriza

-Conjuntivite

-Manchas brancas que aparecem na mucosa bucal conhecida como sinal de koplik, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelhas.


Profissionais da Saúde

Caso suspeito de sarampo: pessoa com febre e manchas avermelhadas, acompanhado de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independente da idade e situação vacinal ou todo Indivíduo suspeito com história de viagem ao exterior nos últimos 30 dias, ou de contato, no mesmo período, com alguém que viajou ao exterior.


Fluxo de ações para caso de suspeita de sarampo


Fonte e mais informações